Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

| Premiados


Cinesul 2012 premia filmes do Brasil, Espanha e Portugal e outras coproduções, pelo júri oficial e popular

JURADOS ELEGEM 'A VINGANÇA DE UMA MULHER' O MELHOR LONGA DE FICÇÃO, E 'CARTA PARA O FUTURO' E 'MARÍA EN TIERRA DE NADIE' COMO OS MELHORES DOCUMENTÁRIOS

O filme português "A Vingança de uma mulher", de Rita Azevedo Gomes, foi escolhido pelo júri oficial o melhor longa-metragem de ficção da 19ª edição do Cinesul – Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo. Já "Carta para o futuro" – uma coprodução entre Brasil, Portugal e Alemanha –, de Lula Carvalho e Pedro Von Kruger; e "Maria en tierra de nadie", de Marcela Zamora, coprodução de El Salvador e México dividiram o prêmio oficial de melhor documentário. Ainda nesta categoria, o espanhol "La Plaza", de Adriano Morán, levou menção honrosa. Na categoria Videosul – curtas e médias-metragens – o vencedor entre os filmes de ficção foi "Les Bessones del Carrer de Ponent", da Espanha, dirigido por Marc Riba e Anna Solanas. Entre os documentários, o premiado foi "Diálogos", filme brasileiro dirigido por Alice Riff que mostra a delicada convivência entre palestinos e israelenses em Israel. As menções honrosas na categoria ficção foram para "Nuvem", de Basil da Cunha, uma coprodução Portugal/Suíça,e para o colombiano "Benjamín en Tecnicolor", de Ángela Tobón Ospina e Juan David Gil Palacio. O brasileiro "Elogio da Graça", de Joel Pizzini, ganhou menção honrosa na categoria documentário. Ao longo do festival, o público também votou nos seus filmes favoritos. Entre os longas-metragens, os vencedores do voto popular no Cinesul 2012 foram: a ficção, "La Sublevacion", coprodução Brasil/Argentina, de Raphael Geyer Aguinaga; e o documentário espanhol "Los Ojos de la Guerra", de Roberto Lozano Bruna. No Videosul foram premiados os brasileiros "Cárcere Privado", de Oscar R. Júnior e Melissa Lipinski, e "Clementina de Jesus: Rainha Quelé", de Werinton Kermes, nas categorias ficção e documentário, respectivamente. Apesar de terem sido anunciados os premiados deste ano, o Cinesul 2012 ainda não terminou. O festival segue de quarta, dia 28, até o dia 1º de julho, domingo, somente no Centro Cultural Correios (CCC) com sessões às 15h, 17h e 19h na sala Correios Cinema e, às 14h, 16h e 18h na sala Correios Vídeo. Na quarta, dia 28, haverá exibição de filmes das mostras temáticas "Bossas Musicais" e "Romance Latino", "Cinesul Animado" e "Cinesul Fantástico". Na quinta, dia 28, além de filmes das mostras temáticas, os premiados do Videosul serão exibidos às 19h. Na mesma sessão, o público poderá assistir ao curta "O Menino da Calça Branca", de Sérgio Ricardo, homenageado desta edição do Cinesul. No dia 29, sexta-feira, também após os filmes das mostras temáticas, às 19h, é a vez dos longas-metragens de documentário eleitos pelos jurados. No sábado, dia 30, o longa de ficção escolhido pelo júri passa às 17h, seguido do longa de documentário vencedor do voto popular. Para encerrar, no domingo, dia 1º, às 15h, será exibido o longa de ficção favorito do público e, às 18h, a última sessão traz o filme "Bertsolari", de Asier Altuna Iza. Neste dia haverá ainda homenagem aos 25 anos Escuela Internacional de Cine y TV de San Antonio de los Baños (EICTV). O festival começou dia 12 de junho e vai até 1º de julho no Rio de Janeiro. A entrada é franca e o evento patrocinado pelo Banco do Brasil e pelos Correios.



Os premiados do Cinesul 2012

Eleição do júri – Categoria Longa-metragem

Ficção (jurados: Cesar Charlone, Fabián Nuñez e Pedro Zurita)

Sábado, 30, 17h

A VINGANÇA DE UMA MULHER

Roberto é um dandy, um ser impassível, indecifrável, enigmático. Goza do prazer aristocrático de causar espanto. Das mulheres, que conhece em todas as variedades da sua espécie e raça, já nada o pode espantar. A verdade é que Roberto sente o profundo tédio de quem esgotou todos os prazeres e encantos desta vida. No entanto, uma certa noite...

DIREÇÃO: Rita Azevedo Gomes

ROTEIRO: Rita Azevedo Gomes

ELENCO: Rita Durão, Fernando Rodrigues, Hugo Tourita, Duarte Martins, Francisco Nascimento

FOTOGRAFIA: Acácio de Almeida

MONTAGEM: Patrícia Saramago

MÚSICA: Vários

DURAÇÃO: 100 min.

Portugal, 2011

Documentário (jurados: Denise Tavares, Hugo Gamarra e Renato Nery)

Sexta-feira, 29, 19h



CARTA PARA O FUTURO

Documentário que acompanha quatro gerações de uma família cubana, ao longo de sete anos. Preciosos arquivos de família em super-8, dos anos 1960, são misturados à imagens atuais, proporcionando uma viagem no tempo. São pessoas comuns que falam sobre o país, suas rotinas, orgulhosas das conquistas e, ao mesmo tempo, questionando o futuro.

DIREÇÃO: Renato Martins

ROTEIRO: Renato Martins

FOTOGRAFIA: Lula Carvalho, Pedro Von Kruger

MONTAGEM: Pedro Asberg

MÚSICA: Leo Gandelman

DURAÇÃO: 88 minutos 

Brasil / Portugal / Alemanha, 2011

 

MARÍA EN TIERRA DE NADIE

Neste documentário nos adentramos no percurso de duas mulheres salvadorenhas que, em busca do sonho americano, decidem ir por terra aos Estados Unidos, sem documentos legais, e de uma mãe de 60 anos que viaja pela estrada dos que não têm documentos, em busca de sua filha desaparecida em território mexicano.

DIREÇÃO: Marcela Zamora

ROTEIRO: Marcela Zamora

FOTOGRAFIA: Keren Shayo

MONTAGEM: Leopoldo Nakata

MÚSICA: Sigried Lastre e Leticia Servín

DURAÇÃO: 85 min.

El Salvador/México, 2011

Menção Honrosa

 

LA PLAZA

Durante 25 dias, entre maio e junho de 2011, um punhado de pessoas que protestavam pela atual situação sociopolítica, decidiu permanecer na Puerta del Sol, em Madri, em uma manifestação pacífica. Nascia assim o movimento 15M.

DIREÇÃO: Adriano Morán

ROTEIRO: David Tesouro e Adriano Morán

FOTOGRAFIA: David Tesouro e Adriano Morán

MONTAGEM: David Tesouro e Adriano Morán

DURAÇÃO: 84 min.

Espanha, 2011



Eleição do júri – Categoria Videosul – Curtas e Médias-metragens

Ficção (jurados: Carlos Eduardo Pereira, Kelly Santos e Willian Cardoso)

Quinta-feira, 28, 19h

 

LES BESSONES DEL CARRER DE PONENT

Pomadas, xaropes, cataplasmas. Enriqueta e Ramoneta os atenderão com discrição, prudência e trato agradável na Rua Poniente número 17 bis, Barcelona. Não são vendidos em drogarias nem farmácias.

ANIMAÇÃO.

DIREÇÃO: Marc Riba e Anna Solanas 

DURAÇÃO: 12 min.  

Espanha, 2011

 

Menções honrosas

NUVEM

Nuvem vive na favela negra de Lisboa. Nesse bairro com ares de pátio dos milagres, tomam-no pelo tolo da aldeia. Com pouca inclinação para o trabalho, gosta da companhia dos cães e dos palhaços. Perante a indiferença da empregada de bar pela qual está apaixonado, Nuvem vira-se para a busca do misterioso peixe-lua.

DIREÇÃO: Basil da Cunha

ELENCO: Nelson Duarte, Pedro Diniz, Marlene Alexandra Lopes Monteiro  

DURAÇÃO: 30 min.

Portugal/Suíça, 2011

 

BENJAMÍN EN TECNICOLOR

Benjamin é um garoto de 10 anos que mora num mundo em preto e branco, onde a única forma de ver em cores é através de óculos tecnicolor, sem os óculos não é possível jogar futebol. Benjamin precisará da ajuda da avó e do anjo da guarda para arrumar os óculos.

DIREÇÃO: Ángela Tobón Ospina e Juan David Gil Palacio 

ELENCO: Hernán Mauricio Ocampo Posada, Sebastián, Echeverri Valderrama, Soledad Alzate Giraldo 

DURAÇÃO: 25 min. 

Colômbia, 2011

Documentário (jurados: Carlos Eduardo Pereira, Kelly Santos e Willian Cardoso)

 

DIÁLOGOS

A coexistência entre palestinos e israelenses em Israel e a complexidade da integração em um cenário de segregação. Pessoas e grupos que acreditam que a convivência entre os diferentes povos é o caminho para se aproximar da paz na região, superando o passado de ódio e intolerância e quebrando com estereótipos.

DIREÇÃO: Alice Riff

DURAÇÃO: 35 min.

Brasil, 2011

 

Menção honrosa

ELOGIO DA GRAÇA

Filme ensaio narrado do ponto de vista de Maria Graça Sucksdorff, que recria sua aventura, no pantanal, ao lado do consagrado cineasta e naturalista sueco Arne Sucksdorff (1917-2001), durante a realização de um livro de fotografias e da série de reportagens para a televisão sueca “Mundo à parte”.

DIREÇÃO: Joel Pizzini

DURAÇÃO: 25 min. 

Brasil, 2011



Eleição do Público – Voto Popular

Longa-metragem de ficção

Domingo, 1º, 15h

 

LA SUBLEVACIÓN

O que acontece quando um grupo de residentes de um lar de idosos em Buenos Aires fica sabendo que a Igreja Católica clonou Jesus Cristo? A pacata vida no asilo La Milagrosa vira um caos quando a enfermeira que cuida amorosamente dos velhinhos sai de férias e é substituída por seu filho, um jovem opressor apelidado pelos velhinhos de “A Bruxa”. Em meio a tudo, os velhinhos do asilo acreditam ser preciso encontrar uma maneira de ajudar Jesus na sua jornada.

DIREÇÃO: Raphael GeyerAguinaga

ROTEIRO: Raphael GeyerAguinaga

ELENCO: Marilú Marini, Arturo Goetz, Luis Margani, Lidia Catalano, Pablo Lapadula

FOTOGRAFIA: Martin Legrand

MONTAGEM: Rodrigo Lima

MÚSICA: Rica Amabis

DURAÇÃO: 89 min.

Argentina/Brasil, 2011

 

Longa-metragem de documentário

Sábado, 30, 19h

 

LOS OJOS DE LA GUERRA

“Los Ojos de la Guerra” é um claro discurso em defesa dos direitos humanos e a denúncia de sua violação, através da vida, o olhar e os depoimentos dos repórteres de guerra que, aprofundando no conflito do homem e suas consequências, analisam e questionam a própria condição humana.

DIREÇÃO: Roberto Lozano Bruna

ROTEIRO: Roberto Lozano Bruna

FOTOGRAFIA: Roberto Fraile

MONTAGEM: Antonio Escalonilla

MÚSICA: Sergio de la Puente

DURAÇÃO: 97 min.

Espanha, 2011

 

Videosul de ficção

 

CÁRCERE PRIVADO

Décio, perseguido pela ditadura militar, esconde-se no apartamento de Bianca, onde tem que manter o absoluto silêncio nos horários em que ela está trabalhando.

DIREÇÃO: Oscar R. Júnior e Melissa Lipinski 

ELENCO: Gláucia Grigolo e Marcello Trigo

DURAÇÃO: 20 min.

Brasil, 2012

 

Videosul de documentário

 

CLEMENTINA DE JESUS: RAINHA QUELÉ

Uma obra composta coletivamente pelo direito à memória, pelo direito à perpetuação do patrimônio cultural brasileiro chamado Clementina de Jesus, e pelo dever de exaltação à Cultura Negra.

DIREÇÃO: Werinton Kermes

DURAÇÃO: 56 min.  

Brasil, 2011

Local:

Centro Cultural Correios (CCC) - Rua Visconde de Itaboraí, 20 - Centro

Cinesul 2012

Sessenta e nove produções de países latino-americanos e da Península Ibérica competem no 19º Cinesul - Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo nas categorias ficção e documentário de longas, médias e curtas-metragens.  São 17 longas-metragens - oito documentários e nove de ficção - e 52 médias e curtas-metragens, sendo 23 documentários e 29 ficcionais. O Brasil comparece com 33 trabalhos, entre eles, duas coproduções uma com Portugal e uma com a Argentina. Os outros 36 vem de 12 países, sendo 13 da Espanha, seis da Argentina, três do México, dois de Cuba, dois da Venezuela, dois de Portugal, dois do Chile, dois da Colômbia, um do Equador, e três coproduções: El Salvador-México, Porto Rico-Espanha e México-Alemanha. O festival acontece de 12 de junho a 1º de julho no Rio de Janeiro, no Centro Cultural Banco do Brasil (CBB), no Centro Cultural Correios (CCC) e no Instituto Cervantes. (No Instituto Cervantes de 12 a 15 de junho; no CCBB, de 12 a 24 de junho e no CCC de 26 de junho a 1º de julho). O evento patrocinado pelo Banco do Brasil e pelos Correios.

 

 Sobre o Cinesul

O Cinesul – Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo – foi criado em 1994, no Rio de Janeiro, como uma mostra de cinema e vídeo dos países do Mercosul, a partir de iniciativa do Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro, tendo ampliado seu alcance já em sua terceira edição. Ao longo desses anos, cresceu e se estabeleceu definitivamente como uma vitrine da produção cinematográfica latino-americana. Desde a edição de 2006 passou a aceitar nas mostras competitivas trabalhos da Península Ibérica e, desde o ano 2008, filmes em todos os suportes.

Em 2011 foram exibidos cerca de 260 filmes de países como Brasil, Argentina, México, Espanha, Venezuela, Chile, Peru, entre outros. Destes, 75 participaram da competitiva e os demais chegaram às telas em mostras temáticas. Entre os vencedores do ano passado estão  a coprodução entre Espanha e Itália “De mayor quiero ser soldado”, de Christian Molina (melhor longa de ficção); o argentino “Claudia”, de Marcel Gonnet (melhor longa de documentário) e no Videosul, o brasileiro “Alumia”, de Andréa Ferraz e Carol Virgulino (documentário) e “Los minutos, las horas”, de Janaína Marques Ribeiro (ficção), uma coprodução Cuba/Brasil. A menção honrosa do júri oficial foi para “Detrás Del muro”, de Eleonora Menutti” –Argentina; “Na trilha do bonde”, de Virgínia Flores –Brasil; “Paraíso terrenal”, de Tomás Weiss  - Chile; “Abuelos”, de Carla Valência - Equador/Chile. ).  O festival prestou homenagem ao diretor e produtor chileno Luis Vera.

 Os favoritos do público em 2011 na categoria de longas de ficção e de documentário foram os brasileiros: “Curitiba Zero Grau”, de Eloi Pires Ferreira e “Malditos Cartunistas”, de Daniel Paiva e Daniel Garcia, respectivamente. Na categoria Videosul, o público escolheu o espanhol “Hidden Soldier”, do diretor Alejandro Suárez, em ficção; e o documentário “Padre Motard”, do português Neni Glock.

O Cinesul é fruto do trabalho da Pulsar Artes e Produção, empresa fundada pela pesquisadora e professora Ângela José do Nascimento, e agora dirigida pelo produtor e pesquisador Leonardo Gavina.